Tem um pedido médico e precisa de ajuda?
Envie a foto do seu pedido médico e retornamos um orçamento com os melhores preços para você!

Coombs Indireto

Por que fazer o exame Coombs Indireto?

Esse teste é especialmente importante na gravidez. Uma mulher Rh negativo pode engravidar de um bebê Rh positivo, sangue incompatível com o dela. Isso pode levar à produção de anticorpos e trazer algumas complicações. Transfusões sanguíneas anteriores também podem gerar anticorpos e prejudicar uma gestação posterior. Por isso, exame de Coombs indireto deve ser realizado durante o pré-natal de mães Rh negativas. Além da gravidez, esse teste é utilizado antes de uma transfusão de sangue para determinar se uma pessoa pode ter uma reação.

Como me preparar para o exame Coombs Indireto?

Para esse exame, não é necessário nenhum preparo especial anterior.

Como é feito o exame Coombs Indireto?

Esse exame é feito com amostra de sangue, que pode ser coletado no laboratório ou por um técnico em visita. O sangue é colhido de uma veia, geralmente no braço. Antes do procedimento, a área escolhida será limpa com algodão embebido em álcool. Acima do local limpo o braço será garroteado,  para pressionar a circulação e a veia fica mais evidente. A seguir uma agulha fina é delicadamente introduzida na veia para que o sangue seja coletado. Depois de coletado o sangue nos tubos, de acordo com os exames a serem realizados, a amostra é encaminhada ao laboratório para a realização das análises. Este processo é simples e breve, mas pode causar um certo desconforto, como a dor no momento da introdução da agulha , porém os técnicos estão preparados para auxiliar em qualquer dificuldade. Algumas vezes o local da punção pode ficar ligeiramente roxo,  que regride em poucos dias, se isto acontecer e causar algum desconforto, procure orientação. Vale lembrar que os benefícios do exame superam os pequenos incômodos.

Quais são os resultados possíveis para o exame Coombs Indireto?

O resultado normal é negativo, ou seja, ausência de anticorpos contra células vermelhas Rh positivas. Resultados positivos indicam a presença desses anticorpos, sugerindo que já houve contato com um tipo sanguíneo diferente. Pode haver reação à transfusão sanguínea caso o doador seja Rh positivo. Para as gestantes, esse resultado marca risco de Eritroblastose Fetal caso o seu bebê seja Rh positivo. Deve ser feito o acompanhamento pré-natal para que sejam prevenidas complicações.

O teste de Coombs indireto procura por anticorpos contra células vermelhas no sangue com fator Rh positivo. Esses anticorpos são produzidos se uma pessoa Rh negativo entra em contato com sangue Rh positivo.

Mais exames